quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Autocrítica


Caros leitores do blog: Faz-se necessário uma autocrítica minha com relação à saída do Zico do Mais Querido do Brasil, na semana passada.

No texto em que comentei essa tragédia, deixei transparecer uma grande decepção com o galinho, por conta do que interpretei como desistência. E como muitos leram e ouviram ao longo da semana, este foi um sentimento generalizado na torcida do Flamengo.

Pois bem, finalmente nosso ídolo maior veio a publico de defender e se explicar. Deixou claro que não abandonou o barco, mas sim foi expulso dele. Também não fugiu em responsabilizar a Patrícia Amorim pelo ocorrido. Omissa, envolvida até o pescoço na política podre do flamengo, aquela que prometeu ser o Obama da Nação Rubro-Negra não passa mesmo de um Collor redivivo, prometendo acabar com os marajás, modernizar o clube ao mesmo tempo em que se locupleta com eles.

Assim sendo, foi mal Zico, você tem toda razão em fazer o que fez.

O melhor de tudo, contudo, foi que o grande Arthur sinalizou com a perspectiva de se candidatar a presidente nas próximas eleições. Espero não apenas que ele faça isso, mas que avise com mais de um ano de antecedência, para que dê tempo a muitos dos torcedores apartados dos destinos do Mengão se tornarem sócios e participar desse processo de refundação flamenga. É justamente o caso deste que vos escreve.

Ai sim poderemos ter noção da força do movimento COM ZICO PELO FLAMENGO.

Saudações Rubro-Negras

Nenhum comentário:

Postar um comentário